Alagoas Cup movimenta família off-road em Barra de São Miguel

Circuito de 20 km teve a poeira levantada por pilotos de seis estados nordestinos. Evento é preparatório para 2015.

 

Quem esperava uma prova aguerrida e de dificuldades, acertou. Assim foi o Alagoas Cup 2014, realizado na Zona Rural de Barra de São Miguel, litoral Sul alagoano.  A poeira levantada nos 20 km de percurso foi uma mostra de que os pilotos de 4 categorias não estavam para brincadeira. Participaram pilotos de seis estados. “Atualmente estou morando em Aracaju e vim para cá para rever os amigos e incentivar a prática do esporte aqui em Alagoas, além de trazer o pessoal para cá.

Já no briefing, a atenção aos detalhes era importante para não errar. O empresário Luiz Borba participa pela primeira vez nessa competição e disse que veio para brigar pelo título. “Vamos entrar para ganhar”, disse.

A concentração dos pilotos foi realizada a pouco menos de  1 km do local da largada. Hora de checar o equipamento e conhecer os detalhes do percurso. De acordo com Portela, o terreno da região é ideal para esse tipo de prova. “Essa prova é complexa em muita coisa. A área da Barra de São Miguel é propícia porque tem todo o tipo de desafio. A começar pela areia” – disse.

Já para o líder da categoria UTV, Adelmo Neto, o importante é acelerar com cautela. “Não adianta sair como um maluco. Tendo atenção é só acelerar e pronto”, orienta.

A competição com sinalização baja, reúne motos, carros, UTV’s e quadriciclos. o percurso é monitorado via GPS e comunicação via rádio.”Essa é uma prova com estilo diferente ao de regularidade, onde o importante é a velocidade. A gente acelera e dá tudo o que pode”, disse o piloto Gustavo Gama.

E a brincadeira está apenas no começo. “Estamos pensando em 2015, realizar de 5 a 6 etapas numa competição maior, abrindo o Campeonato Alagoano”.

Na largada, olho no cronometro e atenção para não perder tempo. Cada categoria segue intervalos diferentes. Durante a prova, mesmo com a pista sinalizada, alguns pilotos derrapam e chegam a virar.

Além dos acidentes, muitas situações precisam do improviso dos organizadores. “Imprevistos ocorrem a todo instante. Apesar de o roteiro ser todo certinho, o percurso definido com antecedência,  acontece de alguém quebrar, virar. Além disso, os moradores da região às vezes precisam sair de casa e a gente vai contornando. Mas apesar disso, dá tudo certo” -disse Deco Muniz, organizador da competição.

Um evento que foi pensado há pouco tempo. “Faz quatro semanas que decidimos fazer a prova, numa reunião de amigos. A expectativa era colocar 40 veículos no evento e chegamos a 71. Venho gente da Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Pernambuco.  Veio todo mundo prestigiar e, ano que vem, faremos o campeonato completo” – completou Deco.

O presidente da Federação Alagoana de  Motociclismo, Breno Beltrão, disse que o ano começou com um grid pequeno e no encerramento, o aumento foi substancial. “Ano que vem promete. Começaremos a primeira etapa do alagoano no fim de janeiro. Em Março, teremos uma etapa do Brasileiro em alagoas”, revelou.

Veja o resultado oficial do campeonato: Ranking_Todas_ALAGOASCUP

VEJA O VÍDEO:

ABAIXO VEJA A GALERIA DE FOTOS (Pinehas Furtado/CM):

Notícias relacionadas